Notícias

10 Jan 2019 | 16h30

Inspeções de alimentos diminuem com paralisação parcial do governo nos EUA

Washington, 10 - A Administração de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos (FDA, na sigla em inglês) cortou dramaticamente as inspeções em unidades domésticas de processamento de alimentos durante a paralisação parcial do governo em vigor no país. A FDA tenta, agora, retornar ao trabalho em alguns dos locais com maior risco.

Desde que a paralisação começou, no fim de dezembro de 2018, a FDA não tem feito inspeções de rotina nas unidades domésticas, embora tenha feito algumas inspeções essenciais, incluindo locais em que há problemas conhecidos ou que estão ligados a epidemias de doenças alimentares, segundo a agência. Tipicamente, a FDA realiza aproximadamente 160 inspeções por semana, e um terço delas são consideradas de alto risco, segundo o comissário da FDA, Scott Gottlieb.

Gottlieb afirmou na quarta, no Twitter, que a agência está tomando medidas para reiniciar inspeções das unidades consideradas de alto risco, incluindo as que lidam com frutas e vegetais frescos, ovos, frutos do mar e laticínios.

Durante a paralisação, a FDA continua a inspecionar unidades alimentares estrangeiras, e ainda faz inspeções de bens importados que chegam pelos portos norte-americanos, segundo uma porta-voz.

A redução nas atividades é alvo de críticas por parte de defensores dos direitos do consumidor. "A FDA já tem muito trabalho quando está aberta. É quase impossível quando fica fechada", disse um porta-voz para a entidade sem fins lucrativos Centro por Ciência no Interesse Público. Fonte: Dow Jones Newswires.

Fonte: Q10/Estadão Conteúdo

SAC - Serviço de Atendimento Castrolanda
0800.421050 | 42 3234.8000