Notícias

25 Mar 2020 | 11h30

Importação chinesa de carne cresce 69,6% no 1º bimestre de 2020

São Paulo, 24 - As importações chinesas de carnes e miúdos totalizaram 1,25 milhão de toneladas no primeiro bimestre deste ano, volume 69,6% maior que o adquirido em igual período do ano anterior, informou o Departamento de Alfândegas da China (GACC, na sigla em inglês). A despesa com a importação do produto aumentou 120,7%, atingindo US$ 4,64 bilhões no bimestre.

As importações de carne suína foram as que registraram maior alta. Em janeiro e fevereiro deste ano, a China adquiriu 560 mil toneladas, volume 158,1% superior ao comprado no mesmo período do ano passado. O custo aumentou 370,1%, para US$ 1,75 bilhão.

De carne bovina, o país asiático importou 300 mil toneladas no bimestre, alta de 41,6% na comparação anual. O valor importado aumentou 77,6%, para US$ 1,69 bilhão.

O aumento das importações chinesas de carnes ocorre em meio à crise que o país enfrenta na procura de alternativas para o suprimento de proteína animal, como consequência do avanço da peste suína africana (ASF, na sigla em inglês) sobre o seu rebanho.

Fonte: Q10/Estadão Conteúdo

SAC - Serviço de Atendimento Castrolanda
0800.421050 | 42 3234.8000