Notícias

01 Abr 2020 | 12h15

Heringer sai de prejuízo para lucro líquido de R$ 653,2 mi em 2019

São Paulo, 1 - A Fertilizantes Heringer registrou lucro líquido de R$ 653,2 milhões em 2019, revertendo prejuízo de R$ 779,6 milhões no ano anterior. No quarto trimestre de 2019, o lucro líquido da empresa, em processo de recuperação judicial, foi de R$ 899,7 milhões, revertendo prejuízo de R$ 338,2 milhões em igual período de 2018. Os números fazem parte de relatório sobre os resultados financeiros da empresa, divulgados na terça-feira, 31, à noite.

A receita líquida da Heringer em 2019 caiu 68% em comparação com o ano anterior, saindo de R$ 3,689 bilhões em 2018 para R$ 1,181 bilhões no ano passado, "principalmente em decorrência da redução de volumes por mudança da gestão estratégica da companhia". No quarto trimestre de 2019, a receita líquida foi de R$ 488,6 milhões, representando queda de 15,2% em comparação com igual trimestre de 2018 (R$ 576,2 milhões), por causa da "redução no volume entregue no período".

Em 2019, o Ebitda foi negativo de R$ 122,5 milhões, representando -10,4% da receita líquida. Quando ajustado pelos eventos não recorrentes, passa a R$ 53,6 milhões, representando -4,5% da receita líquida, porcentualmente muito próximo a 2018, negativo de R$ 150,4 milhões, correspondente a -4,1%. "Apesar de negativo, o Ebitda no quarto trimestre de R$ 43,3 milhões representando -8,9% da receita líquida, quando ajustado pelos eventos não recorrentes, passa a R$ 15,5 milhões positivo, muito superior ao mesmo período do ano anterior que havia sido negativo em R$ 34,3 milhões", informa a empresa.

A Heringer destaca que houve "nítida e constante recuperação de volumes e rentabilidade no decorrer de 2019, trimestre a trimestre". Principalmente a partir do primeiro trimestre de 2019, "após grande queda nos volumes por baixo nível de estoques e indisponibilidade de crédito no mercado devido ao processo de recuperação judicial da companhia".

A empresa diz, ainda, que houve retomada operacional da unidade de Três Corações (MG) em outubro de 2019 e preparação para o início das operações da unidade de Dourados (MS) para o segundo semestre deste ano.

A empresa informa que, em 13 de março de 2020, foram iniciados os pagamentos referentes à Classe I - Trabalhista, correspondentes à primeira parceladas verbas salariais dos respectivos credores. Para 14 de abril de 2020, está previsto o pagamento da parcela de até R$ 1.500,00 aos credores das Classes I, III e IV, Trabalhistas, Quirografários e Quirografários MPE, respectivamente, conforme previsto no plano de recuperação judicial.

Fonte: Q10/Estadão Conteúdo

SAC - Serviço de Atendimento Castrolanda
0800.421050 | 42 3234.8000