Notícias

04 Abr 2018 | 16h49

Castrolanda doa computadores para PM

Dentre os sete princípios do cooperativismo está o interesse pela comunidade. As cooperativas devem contribuir com o desenvolvimento equilibrado das comunidades em que atuam e apoiar projetos que resultem na contínua melhoria da qualidade de vida das pessoas. Consciente de sua responsabilidade social, a Castrolanda realizou na manhã desta terça-feira, 03 de abril, a doação de seis computadores completos para o 4º Comando Regional da Polícia Militar do Paraná.

A doação foi intermediada pelo controller da cooperativa, Pedro Dekkers, que em conversa com sargento da corporação foi informado sobre a necessidade de computadores. Após contato com o setor de tecnologia da informação e verificação da disponibilidade de equipamentos, o controller solicitou que a PM enviasse ofício e, assim, o pedido foi autorizado pela diretoria.

“A cooperativa se sente realmente responsável pela comunidade em que está. Para nós é um prazer poder ajudar esta instituição e ainda, diminuir nossos ônus com o meio ambiente. Colaborar com a sociedade é o grande ganho”, destaca. Dekkers ressalta que o descarte deste tipo de material é difícil e muitas vezes gera custo para a cooperativa realizar a destinação correta. 

Marcos Ramos, Supervisor de TI da Castrolanda, relata que os aparelhos comprados pela cooperativa tem um ciclo de vida útil de aproximadamente 3 a 4 anos, em virtude do uso intensivo.  Depois desse prazo de depreciação, e com o surgimento de problemas, esses equipamentos vão sendo substituídos. Ramos conta que os materiais desativados ficam no depósito para descarte ou doação.

O supervisor menciona que os computadores doados para a polícia passaram por revisão, com alteração de peças de outras máquinas, e foram entregues operando. “Quando vamos doar algo tem que ser funcional, não só porque sobrou. Temos o cuidado de ver se aquilo está funcionando, porque dependendo do equipamento você não está ajudando e sim dando outro problema”, diz.

O 3º Sargento QPM 1-0, Berone Dekkers Kremer, conta que os materiais serão incorporados ao 4º Comando, responsável por 77 cidades das regiões de Guarapuava, Irati, Telêmaco Borba, União da Vitória e Lapa, e de lá serão distribuídos para as unidades subordinadas de maior carência. Kremer relata que a doação é de fundamental importância, pois cobre uma lacuna e supre necessidades corriqueiras, possibilitando que o trabalho flua melhor.

SAC - Serviço de Atendimento Castrolanda
0800.421050 | 42 3234.8000